sábado, 21 de março de 2009

Primavera em Campo Maior

Primavera
Tempo de cor
De alegria, paz
De amor
Que bem que faz!!
Sentir que a dor
Se desfaz
Num mar revolto
De espuma
E as noites
mais cálidas, mais coloridas
correm pelos nossos sonhos
uma a uma
salpicando as nossas vidas
de amanhãs mais risonhos!!
E quando enfim amanhece
E o perfume
Da malva ou da laranjeira
Enebria , em bebedeira
Nossos sentidos , pensamos
Quão bom beber ,dos anos
Do pastor, da tecedeira
Tudo aquilo que nos faça
Sentirmo-nos sempre em graça
com os bastardos da vida
e aos grandes valores
sempre fiéis
ou será que , cobardemente
o passar dos anos
nos vai tornando
mais injustos ,mais cruéis ???

3 comentários:

Dualidades disse...

Bonita reflexão! Gosto particularmente do final.
Ñ te conhecia estes dotes...
Continua
dualidades np

Undertaker disse...

A César o que é de César.

As poesias não são minhas. Eu apenas dou apoio na manutenção do blog e faço a divulgação

Anónimo disse...

Não há dúvida, temos alguns poetas "escondidos " na nossa terra...Prá frente, gostei!!